By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Só sei que nada sei...


30/11 – Dia do Teólogo
“A esperança é cheia de confiança. É algo maravilhoso e belo, uma lâmpada iluminada em nosso coração. É o motor da vida. É uma luz na direção do futuro.”

Conrad de Meester
O homem sempre buscou conhecer e se aproximar do Criador de todas as coisas. Por isso, para entender melhor esse Ser Supremo, pesquisadores passaram a estudá-lo intensamente, resultando na Teologia - estudo de Deus (Deus=teo-logia=estudo). O teólogo, profissional que estuda e analisa as diversas religiões do mundo, comemora seu dia em 30 de novembro. Sua principal fonte de pesquisa são textos sagrados, doutrinas e dogmas religiosos.
Assim, tenta explicar de que forma as crenças modificam ou eternizam as maneiras do homem interagir na sociedade.
Nos cursos de teologia, a grade curricular é variada. Algumas dão mais importância à análise das religiões em si, enquanto outras se debruçam sobre os textos sagrados.
O termo teologia foi usado pela primeira vez por Platão, no diálogo A República, para referir-se à compreensão da natureza divina de forma racional, em oposição à compreensão literária própria da poesia, tal como era conduzida pelos seus conterrâneos.
Na tradição cristã (de matriz agostiniana- Sto Agostinho), a Teologia é organizada segundo os dados da revelação e da experiência humana. Esses dados são organizados no que se conhece como Teologia Sistemática ou Teologia Dogmática.
A teologia é fortemente influenciada pelas mais diversas religiões e, portanto, existe a Teologia Hindu, a Teologia Budista, a Teologia Judaica, a Teologia Católica-Romana, a Teologia Islâmica, a Teologia Protestante, a Teologia Mórmon, a Teologia Umbandista, e outras.
Ainda hoje:
Dia da Reforma Agrária
Podemos definir reforma agrária como um sistema em que ocorre a divisão de terras, ou seja, propriedades particulares (latifúndios improdutivos) são compradas pelo governo a fim de lotear e distribuir para famílias que não possuem terras para plantar. Dentro deste sistema, as famílias que recebem os lotes, ganham também condições para desenvolver o cultivo: sementes, implantação de irrigação e eletrificação, financiamentos, infra-estrutura, assistência social e consultoria. Tudo isso oferecido pelo governo.
A reforma agrária se faz necessária no Brasil, pois a estrutura fundiária em nosso país é muito injusta. Durante os dois primeiros séculos da colonização portuguesa, a metrópole dividiu e distribuiu as terras da colônia de forma injusta. No sistema de Capitanias Hereditárias, poucos donatários receberam faixas enormes de terra (pedaços comparados a alguns estados atuais) para explorar e colonizar. Desde então, o acesso a terra foi dificultado para grande parte dos brasileiros. O latifúndio (grande propriedade rural improdutiva) tornou-se padrão, gerando um sistema injusto de distribuição da terra. Para termos uma idéia desta desigualdade, basta observarmos o seguinte dado: quase metade das terras brasileiras está nas mãos de 1% da população.
Para corrigir esta distorção, nas últimas décadas vem sendo desenvolvido em nosso país o sistema de reforma agrária. Embora lento, já tem demonstrado bons resultados. Os trabalhadores rurais organizaram o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) que pressiona o governo, através de manifestações e ocupações, para conseguir acelerar a reforma agrária e garantir o acesso à terra para milhares de trabalhadores rurais. 
Cabe ao governo todo o processo de reforma agrária através de um órgão federal chamado INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Ao contrário do que muitos pensam, a reforma agrária é realizada em nosso país dentro das leis vigentes, respeitando a propriedade privada e os direitos constituídos. Não visa apenas distribuir terras, mas sim garantir, aos pequenos agricultores, condições de desenvolvimento agrário e produtividade, gerando renda e melhores condições de vidas para as famílias assentadas.

Dia do Síndico
O síndico de condomínio não é uma profissão, não sendo possível reconhecer esse aspecto nas relações travadas por ele com a comunidade condominial e com os prestadores de serviço em geral. Apesar disso, a importância do síndico para um condomínio é enorme, já que a lei concede-lhe funções de representação ativa e passiva, ou seja, é ele que fala em nome do edifício, desde que tenha sido escolhido para a função em assembléia geral regularmente convocada, instalada e concluída.
No ideal exige-se do síndico uma condição sobre-humana, pois pouco ou quase nada se permite de enganos do síndico. As pessoas esquecem, por sua vez, que aquela pessoa se tornou síndica por que se apresentou, quando ninguém mais quis assumir, ou pelo fato de se tratar de um bom gestor, reconhecido por todos os que comparecem ou não à reunião condominial.
Não podemos esquecer que a função de síndico é exercida por uma pessoa humana e, como tal, passível de erros. Aliás, o chamado erro escusável ou desculpável é aquele no qual a pessoa se engana, sem a intenção de prejudicar outrem.
Nesse dia 30 de novembro,  façamos uma reflexão no sentido de agradecer ao síndico por toda a dedicação que tem na solução dos problemas do condomínio e que nunca, jamais, em tempo algum, poderá ser o único culpado de tudo.

 Fontes:


 “Quem nunca errou, das duas uma: está mentindo ou já passou dessa para melhor. O erro faz parte da vida de todos nós, o que diferencia é o modo que o encaramos. Um erro pode ser encarado como um fato lamentável ou como um processo de aprendizado.”

Jô Furlan
Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”





terça-feira, 29 de novembro de 2011

Reflexões: Perdas e ganhos....


"Antes de julgares a minha vida ou o meu caráter..."
Calça meus sapatos e percorre o caminho que eu percorri, vive as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias.
Percorre os anos que eu percorri, tropeça onde eu tropecei e levanta-te, assim como eu o fiz!!!
Cada um tem a sua própria história!!!
E então, só aí poderás julgar-me!"

Mário Quintana
Gente!  Mais um  fim de semana terminou! O que me fez pensar que mais um ano está quase terminando também!
A maioria das empresas, no final de ano faz o seu balanço, inventário, etc.
E a gente, pessoal? Chegou aquele momento, ao final de todo um ano, dedicado a avaliação/reavaliação de nossos erros/acertos. O que foi perda e o que foi ganho.
Será que houve perda? Porque afinal a nossa trajetória é um eterno e constante aprendizado e, vai depender de nós, se aprendemos ou perdemos.... Eu acho que foram ganhos e muito, muito aprendizado
Ao longo de 365 dias muitas coisas acontecem, não é mesmo? Quantas lágrimas, de alegrias, de tristezas, que irão deixar para sempre muitas imagens gravadas no filme da nossa memória.... O carinho e o apoio dos amigos, antigos e novos, e os que ainda iremos conhecer....O aconchego e o amor de nossa família, naqueles momentos pelos quais não gostaríamos mas temos de passar.... O carinho e a companhia daqueles que amamos para celebrar! Será que ao longo de todo esse ano, quando encerrarmos a nossa caminhada, faremos isso na certeza de que em nosso caminho deixaremos um rastro, uma trilha de paz e certezas para àqueles que vierem logo atrás de nós?
Para que possamos dar boas vindas ao novo ano, e que seja não apenas uma promessa de dias melhores, mas uma realidade, e não adianta apenas desejar, rsrsrs, depende de nós, pois nós fazemos a nossa caminhada....
Nós escrevemos a nossa história e, depende de nós, se seremos meros coadjuvantes ou atores principais (e não tem Oscar e nem kikito, hihihi)!
A cada ano um ciclo de nossa vida encerra e começa outro e, entre um que termina e o outro que se inicia, lembremos sempre de agradecer por todo este ano que vivemos, pelas lágrimas, que nos ensinaram a ser mais fortes; pelos sorrisos e momentos de alegria que nos ensinaram a superar; pela nossa família e amigos, quando tantos ainda choram de solidão; pelo trabalho, do qual muitas vezes reclamamos, mas que nos garante o sustento e o de nossa família; pelo alimento que temos todos os dias à nossa mesa, quando muitos ainda mendigam um pedaço de pão; pelo teto sobre nossas cabeças, que pode não ser um palácio (afinal Jesus nasceu em uma manjedoura, dentro de um estábulo, rodeado de animais), mas nos abriga do frio, da chuva e dos perigos que rondam as madrugadas! E nós, muitas vezes reclamamos de tantas coisas, achamos ruim... Se olharmos para o lado, com certeza encontraremos alguém em condições bem piores do que nós! 
Gente! Podemos não ser ricos financeiramente e nem morar em um palácio, mas quão afortunados nós somos!
Blogueiros e Blogueiras! Tô falando demais, não tô?
Quando eu me empolgo....hihihi.... Foi só o início das nossas reflexões.... Ainda voltaremos à elas....
Por enquanto vou deixar o link de uma música mais ou menos antiga do Ivan Lins, “Depende de nós”, que eu adoro e tem tudo a ver com a nossa conversa...Bye, bye


Elaine Averbuch Neves

“...Depende de nós
Se este mundo ainda tem jeito
Apesar do que o homem tem feito
Se a vida sobreviverá.”

Ivan Lins




"Não há nada impossível,

porque os sonhos de ontem

são as esperanças
de hoje e podem converter-se em
realidade amanhã."

Brahma Kumaris
Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”


Que a semana continue iluminada pra você!




segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Preparar! Apontar! Fogo!


28/11 - Dia do Soldado Desconhecido
O soldado desconhecido foi alguém que saiu da segurança do seu lar, com uma disposição cívica e fraterna para uma aventura cheia de surpresas e de constrangimentos como o uso de armas de combate e o convívio com pessoas muito diferentes de sua origem social e formação cultural.
Esses heróis são exemplos de amor filial, honra, coragem, fé, religiosidade, abnegação, desprendimento, solidariedade, caridade, entusiasmo, paciência, obediência, patriotismo e civismo.
Soldado desconhecido é aquele que foi morto durante a guerra, mas não foi encontrado. Seu sepultamento, feito de modo simbólico em um monumento, resgata sua memória e lhe presta as honras militares por sua morte em combate. O soldado desconhecido é o herói que não hesitou em defender a Pátria e dar sua vida por ela.
 No Brasil, no Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, há o Túmulo ao Soldado Desconhecido Brasileiro, que representa todos os mártires da Força Expedicionária Brasileira (FEB).

Os soldados brasileiros mortos durante a guerra foram enterrados no Cemitério Militar Brasileiro de Pistóia, na Itália. Em 1960, os corpos foram transladados para o Brasil e enterrados no Monumento Votivo Militar Brasileiro, onde se encontra uma pira, permanentemente acesa. Na Embaixada Brasileira sediada em Roma, é hasteada diariamente uma bandeira brasileira.
 Em 1967, foram encontrados, na Itália, os restos mortais não identificados de um soldado brasileiro morto na campanha da FEB. Seu corpo foi sepultado em solo italiano e seu túmulo foi declarado como Monumento ao Soldado Desconhecido. O Brasil se tornou a única nação no mundo a possuir dois memoriais dedicados a seus mártires e heróis de guerra.
“A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las.”

Aristóteles
Fontes:


Gente, visitando o blog Meu Lar, Arte e Cia”, me deparei com estas esculturas maravilhosas feitas de lápis de cor, pela artista plástica Jennifer Maestre, e não resisti à tentação de colocar algumas aqui pra vocês se deleitarem, assim como eu... E aqui está o link se quiserem saber mais a respeito, rsrsrs!!!

Espero que vocês tenham gostado, assim como eu, que simplesmente adorei!!!
Uma semana repleta de muita luz, paz, calma, trabalho e amor!!!
Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”






domingo, 27 de novembro de 2011

Se segura Peão!!


27/11 – Dia do Técnico de Segurança do Trabalho
“O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.”

Albert Einstein

O dia do Técnico de Segurança do Trabalho é comemorando em 27 de novembro.
Segurança do trabalho pode ser entendida como os conjuntos de medidas que são adotadas visando minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e integridade física dos bens materiais de uma empresa, bem como proteger a integridade e a capacidade de trabalho do trabalhador.
O técnico de segurança do trabalho é um profissional de nível médio, habilitado a identificar e avaliar as condições ambientais de trabalho na empresa, analisar procedimentos de rotina, fluxos e riscos de operação, máquinas e equipamentos, elaborar planos, estudos estatísticos de acidentes e doenças ocupacionais, fazer cumprir as normas e regulamentos, desenvolver programas prevencionistas, campanhas, cursos, treinamentos, assessorar a CIPA(Comissão Interna de Prevenção  de Acidentes) coordenar todas as atividades ligadas à segurança do trabalho na empresa.
Parabéns a você que escolheu essa profissão, representando o que é mais digno no respeito pela vida. E indiretamente, a sua recompensa será um trabalho bem feito e, com dedicação, a cada acidente evitado, a cada situação de risco controlada ou eliminada, servindo como permanente motivação nas horas difíceis. Parabéns!

“Uma máquina pode fazer o trabalho de cinqüenta pessoas comuns. Nenhuma máquina pode fazer o trabalho de uma pessoa extraordinária.”

Elbert Hubbard (filósofo e escritor norte-americano)

Fontes:
O Fim de Semana já tá quase acabando... por isso, aproveite bem o seu domingo e tenha um ótimo início de semana! E que a sua semana seja abençoada!!
“É impossível avaliar a força que possuímos sem medir o tamanho do obstáculo que podemos vencer, nem o valor de uma ação sem sabermos o sacrifício que ela comporta.”
H. W. Beecher 
Lembre-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”