By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Santificado seja o vosso nome....

1º/11 – Dia de Todos os Santos
A festa do Dia de Todos os Santos é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. O primeiro registro, no século IV, teve lugar em Antioquia (Turquia) no domingo seguinte ao de Pentecostes, tradição que ainda se mantém nas igrejas orientais. Em Roma, o Dia de Todos os Santos foi introduzido no século VI.
Celebrado no dia 1º de novembro, a tradição de recordar e homenagear os santos vem desde o início do calendário litúrgico. Com o passar do tempo, homens e mulheres se sucederam como mártires e santos, sendo reconhecidos e divulgados por todo o mundo. Segundo ensinamentos da Igreja, esta celebração, que é praticada em todo o mundo, ressalta o chamamento de Cristo para cada pessoa segui-lo, e tornar-se Santo à imagem de Deus.
Em Portugal, no Dia de Todos-os-Santos as crianças saem à rua em pequenos grupos para pedir o pão-por-Deus de porta em porta. Quando pedem o pão-por-Deus recitam versos e recebem como oferenda: pão, broas, bolos, romãs e frutos secos, nozes, amêndoas ou castanhas, que colocam dentro dos seus sacos de pano. É também costume em algumas regiões os padrinhos oferecerem um bolo, o Santoro. Em alguns vilarejos chama-se o ‘Dia dos Bolinhos’. 
A partir dos anos 80 a tradição foi gradualmente desaparecendo e, atualmente, raras são as pessoas que se lembram desta tradição.
Até os meios de comunicação social contribuem  para o enfraquecimento da memória coletiva, lembrando-se nesta data quase que apenas do “Halloween”....
No Brasil, como esta data antecede o Dia de Finados, não acontecem maiores celebrações, a não ser orações, missas, em memória de familiares/amigos falecidos, estendendo-se por todo o dia 02 de novembro.

Fontes:

“O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente.”
Mahatma Gandhi
Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”







Nenhum comentário: