By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Só sei que nada sei...


30/11 – Dia do Teólogo
“A esperança é cheia de confiança. É algo maravilhoso e belo, uma lâmpada iluminada em nosso coração. É o motor da vida. É uma luz na direção do futuro.”

Conrad de Meester
O homem sempre buscou conhecer e se aproximar do Criador de todas as coisas. Por isso, para entender melhor esse Ser Supremo, pesquisadores passaram a estudá-lo intensamente, resultando na Teologia - estudo de Deus (Deus=teo-logia=estudo). O teólogo, profissional que estuda e analisa as diversas religiões do mundo, comemora seu dia em 30 de novembro. Sua principal fonte de pesquisa são textos sagrados, doutrinas e dogmas religiosos.
Assim, tenta explicar de que forma as crenças modificam ou eternizam as maneiras do homem interagir na sociedade.
Nos cursos de teologia, a grade curricular é variada. Algumas dão mais importância à análise das religiões em si, enquanto outras se debruçam sobre os textos sagrados.
O termo teologia foi usado pela primeira vez por Platão, no diálogo A República, para referir-se à compreensão da natureza divina de forma racional, em oposição à compreensão literária própria da poesia, tal como era conduzida pelos seus conterrâneos.
Na tradição cristã (de matriz agostiniana- Sto Agostinho), a Teologia é organizada segundo os dados da revelação e da experiência humana. Esses dados são organizados no que se conhece como Teologia Sistemática ou Teologia Dogmática.
A teologia é fortemente influenciada pelas mais diversas religiões e, portanto, existe a Teologia Hindu, a Teologia Budista, a Teologia Judaica, a Teologia Católica-Romana, a Teologia Islâmica, a Teologia Protestante, a Teologia Mórmon, a Teologia Umbandista, e outras.
Ainda hoje:
Dia da Reforma Agrária
Podemos definir reforma agrária como um sistema em que ocorre a divisão de terras, ou seja, propriedades particulares (latifúndios improdutivos) são compradas pelo governo a fim de lotear e distribuir para famílias que não possuem terras para plantar. Dentro deste sistema, as famílias que recebem os lotes, ganham também condições para desenvolver o cultivo: sementes, implantação de irrigação e eletrificação, financiamentos, infra-estrutura, assistência social e consultoria. Tudo isso oferecido pelo governo.
A reforma agrária se faz necessária no Brasil, pois a estrutura fundiária em nosso país é muito injusta. Durante os dois primeiros séculos da colonização portuguesa, a metrópole dividiu e distribuiu as terras da colônia de forma injusta. No sistema de Capitanias Hereditárias, poucos donatários receberam faixas enormes de terra (pedaços comparados a alguns estados atuais) para explorar e colonizar. Desde então, o acesso a terra foi dificultado para grande parte dos brasileiros. O latifúndio (grande propriedade rural improdutiva) tornou-se padrão, gerando um sistema injusto de distribuição da terra. Para termos uma idéia desta desigualdade, basta observarmos o seguinte dado: quase metade das terras brasileiras está nas mãos de 1% da população.
Para corrigir esta distorção, nas últimas décadas vem sendo desenvolvido em nosso país o sistema de reforma agrária. Embora lento, já tem demonstrado bons resultados. Os trabalhadores rurais organizaram o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) que pressiona o governo, através de manifestações e ocupações, para conseguir acelerar a reforma agrária e garantir o acesso à terra para milhares de trabalhadores rurais. 
Cabe ao governo todo o processo de reforma agrária através de um órgão federal chamado INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Ao contrário do que muitos pensam, a reforma agrária é realizada em nosso país dentro das leis vigentes, respeitando a propriedade privada e os direitos constituídos. Não visa apenas distribuir terras, mas sim garantir, aos pequenos agricultores, condições de desenvolvimento agrário e produtividade, gerando renda e melhores condições de vidas para as famílias assentadas.

Dia do Síndico
O síndico de condomínio não é uma profissão, não sendo possível reconhecer esse aspecto nas relações travadas por ele com a comunidade condominial e com os prestadores de serviço em geral. Apesar disso, a importância do síndico para um condomínio é enorme, já que a lei concede-lhe funções de representação ativa e passiva, ou seja, é ele que fala em nome do edifício, desde que tenha sido escolhido para a função em assembléia geral regularmente convocada, instalada e concluída.
No ideal exige-se do síndico uma condição sobre-humana, pois pouco ou quase nada se permite de enganos do síndico. As pessoas esquecem, por sua vez, que aquela pessoa se tornou síndica por que se apresentou, quando ninguém mais quis assumir, ou pelo fato de se tratar de um bom gestor, reconhecido por todos os que comparecem ou não à reunião condominial.
Não podemos esquecer que a função de síndico é exercida por uma pessoa humana e, como tal, passível de erros. Aliás, o chamado erro escusável ou desculpável é aquele no qual a pessoa se engana, sem a intenção de prejudicar outrem.
Nesse dia 30 de novembro,  façamos uma reflexão no sentido de agradecer ao síndico por toda a dedicação que tem na solução dos problemas do condomínio e que nunca, jamais, em tempo algum, poderá ser o único culpado de tudo.

 Fontes:


 “Quem nunca errou, das duas uma: está mentindo ou já passou dessa para melhor. O erro faz parte da vida de todos nós, o que diferencia é o modo que o encaramos. Um erro pode ser encarado como um fato lamentável ou como um processo de aprendizado.”

Jô Furlan
Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”





6 comentários:

Chris Ferreira disse...

Oi Elaine,
que bom que vc gostou do Blog! Seja muito bem vinda! Também adorei o seu e ja estou te seguindo. Quanta coisa interessante por aqui. Adorei!
Desculpe a demora em responder, ando meio enrolada!
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

ELAINE disse...

Chris! A demora não importa! O importante é que você veio! Seja muito bem-vinda! E volte sempre viu! Bjão no coração!

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
DE DENTRO PRA FORA !

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, TOQUE DE CANELA ,STAR WARS,

José
Ramón...

Tuka Siqueira disse...

Oi Elaine, vim retribuir a visita. Adorei teu blog!

Abraços

E.M.E.F."Dom José Vicente Távora" disse...

Oi Cris somos nós do http://domtavoraeducar.blogspot.com
Amamos a sua visita e amei essa postagem sobre as datas comemorativas, não sabia que era dia do teólogo nem do síndico, vou interfonar para dar os parabéns ao meu síndico!Visite também quando tiver um tempinho:http://feliznaadversidade.blogspot.com.Um grande abraço!Rosângela

ELAINE disse...

José Ramon, Tuka e Rosângela! Muito obrigada pelo comentários carinhosos, pela poesia! Fiquei muito feliz!
Que Deus abençoe vocês! Bjão!