By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

domingo, 25 de setembro de 2011

Tum-tum, tum-tum, tum-tum....

25/09 – Dia Mundial do Coração
 
Dia 25/09 comemora-se o Dia Mundial do Coração!
A gente sabe que pra maioria é o dia do “músculo involuntário que pulsa por você”, que não tem nada a ver com amor e o sentimento e coisa e tal. Mas tem a ver sim senhor!! Afinal, quando a gente sente uma grande alegria é o nosso coração que parece que vai sair por aí de tantos “pulinhos” que ele dá. Quando estamos calmamente felizes, é no nosso coração que sentimos aquela quenturinha que só o amor dá.


E é por isso que devemos ser gratos(as) a ele. E é por isso também, que temos que cuidar muito bem do nosso coração. E comemorar o seu dia!!
Mas cuidar bem do coração não é só comer Becel.

Para fazermos um verdadeiro carinho em nosso coração a gente só tem que prestar mais atenção  ao que ele diz. E ele não fala só tum-tum. Ele diz muito.
 Ele nos diz sempre que rezar, agradecer, perdoar, amar a gente e cuidar da gente faz bem pra ele (sabe aquela das aeromoças no avião de que “primeiro ponha o oxigênio em você e depois no outro”?)
Fala também que cuidar das pessoas em geral, da família, dos amigos, da natureza, do planeta, também faz muito bem.
Trabalhar menos, trabalhar com o que se ama, trabalhar com quem se ama, isso tudo, faz bem ao coração. Tirar férias também!!
Aprender a dizer não e a dizer sim na hora certa de cada um, faz bem ao coração.

Fazer as refeições calmas e conscientes!
Dormir o suficiente, refletir, meditar, exercitar-se, acalmar-se, ouvir boa música.
Dividir, compartilhar, amar!

Se conscientizar que “tempo é amor” e “amor é liberdade”, isso sim, faz muito bem ao coração!!
Malini DD
Continuando a comemoração do Dia Mundial do Coração, depois do “romantismo coronário”, vem o “senhor músculo cardíaco”!
No Brasil, aproximadamente 30% das mortes ocorrem por causa das doenças cardiovasculares. Dentre as mais freqüentes estão os AVC’s, a hipertensão, o ataque cardíaco, a arterosclerose, entre outras.
A maioria dessas doenças se desenvolve por conta de um estilo de vida inapropriado, como má alimentação, uso freqüente de bebidas alcoólicas, obesidade, sedentarismo e também pelo estresse do dia-a-dia.
Para reduzir os índices desses tipos de enfermidade, a melhor forma é a prevenção. Manter uma rotina saudável pode afastar não só as DCV’s, mas também quaisquer outras doenças. Veja algumas dicas:
  • Parar de fumar é um grande avanço, pois o tabagismo é um grande causador das doenças cardíacas;
  • Mantenha o controle periódico da pressão arterial e dos níveis de açúcar e gordura do sangue;
  • Tenha uma alimentação saudável: Coma frutas, verduras, legumes, cereais e outros nutrientes essenciais para o organismo;
  • Pratique exercícios regularmente. Porém, procure um profissional para lhe orientar quanto ao ritmo adequado para você;
  • Faça exames médicos periódicos, principalmente após os 40 anos, que é quando essas doenças começam a se manifestar;
  • Se na sua família já tiver um caso de problema cardíaco, previna-se o quanto antes.
Muito comum entre nós mulheres é a preocupação diária com cabelo, corpo, pele, unhas, alimentação. Mas e com o coração no sentido de saúde você também se preocupa? Sabia que com a jornada dupla, e muitas vezes tripla das mulheres modernas, 92% delas estão propensas a desenvolver problema cardiovascular (segundo pesquisa realizada pela Universidade de Harvard)? Mas algumas adaptações no dia a dia, no estilo de vida de cada uma, já garante saúde de ferro. 
 
Não adie mais aquele check-up, e fique sempre de olho nos resultados, níveis de colesterol, pressão arterial e glicose precisam estar sempre dentro do considerado normal, por motivos muito simples. Alta concentração de glicose lesiona os vasos sanguíneos, o colesterol é perigoso porque a gordura que ele transporta, que deveria ser eliminada pelo fígado, pode parar nas artérias e causar arterosclerose. E a hipertensão, conhecida de todos nós, é caracterizada pela maior pressão do coração ao fazer o sangue circular.
Bater papo com pessoas agradáveis, amigos ou amigas, dar risada, abaixa taxa de diabetes, pressão arterial e diminui os riscos de depressão, isso porque é uma excelente maneira de aliviar estresse, que não faz bem ao coração. Em compensação, fuja das discussões, essa prática aumenta os níveis de estresse e da pressão arterial, mas não reprima seus sentimentos, diga sempre o que pensa, sempre que não gostar de algo, não faz bem ao coração, reprimir sentimentos.
Cuidados com o anticoncepcional também diminuem riscos de problemas no coração, isso porque algumas pílulas podem causar hipertensão e outras doenças. Cuidado com o sono, faz parte dos ítens que previnem esse tipo de doença, uma noite bem dormida, tranqüila, diminui em 45 % os riscos de chance de pressão alta.
Além dos cuidados com a beleza externa, cuidar do coração deve fazer parte do nosso dia-a-dia. Atitudes simples, mudanças mínimas nos hábitos usuais, devem fazer parte das preocupações diárias. Sem coração não há vida, nem beleza, nem unha, nem cabelo a ser cuidado.
E viva o Dia Mundial do coração!! E, sem ironias, “de todo coração”, é a homenagem sincera do Blog a esse guerreiro, que não desiste da luta cotidiana e está aí, batendo cada vez mais forte no peito de todos nós!!!

Fontes:
Revista Shape – VivianeTassi
25/09 – Dia Nacional do Trânsito
Hoje, 25 de setembro, comemoramos o Dia Nacional do Trânsito.
De acordo com o artigo primeiro, § 1º da lei de trânsito em vigor no Brasil, “Considera-se trânsito a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga.”
O trânsito é importante para a economia de um país, por interligar produções industriais ou naturais aos consumidores, através dos meios de transporte. Além disso, proporcionando o fluxo de pessoas para o trabalho, escola, médico, diversão, etc.
Pode ser dividido de acordo com as vias que utiliza, sendo terrestres, aéreas ou marítimas, todos controlados por uma legislação específica.
No trânsito, existem os órgãos especiais, que são responsáveis pelos diferentes setores, como: secretarias municipais de trânsito; DETRAN, COTRAN, etc., que são responsáveis pela sinalização e pela manutenção das condições de uso das vias públicas.
As sinalizações de trânsito são universais, adotando-se a mesma simbologia em todo o mundo, a fim de auxiliar os motoristas em suas viagens.

Placas de Advertência
Placas de Regulamentação
Placas de Sinalização de Obras
Placas de Indicação
Placas de Atrativos Turísticos
Pistas de Rolamento
Nas vias terrestres de todo o território nacional, o tráfego é regulamentado pela Lei nº 9.503, que implantou o novo Código Nacional de Trânsito, entrando em vigor a partir de 1997.
Antes disso, as leis de trânsito estavam muito frouxas, pois o Código utilizado era de 1966, que já estava ultrapassado.
Devido ao aumento do número de carros, adquiridos pela população, passamos a enfrentar grandes movimentações nas cidades. Por ter uma lei que não punia casos graves de imprudência no trânsito, muitos motoristas adotaram um estilo violento de dirigir, causando sérios problemas, chegando a causar acidentes graves e mortes.

Com a adoção da nova lei as normas ficaram mais rígidas, exigindo-se uma postura mais ética do motorista, além de determinar fiscalização rigorosa no veículo – no ato do licenciamento do mesmo. Outro artigo importante da lei é quanto à aplicação de multas, com o sistema de pontuação na carteira do motorista, em consequência ao número de multas levadas.
A pontuação varia de acordo com o tipo de multa: quanto mais grave for a infração, maior o número de pontos ganhos. Com isso, o motorista que somar 20 pontos terá sua carteira apreendida, tendo que passar por um curso de educação para o trânsito, com orientação sobre segurança e manutenção da qualidade no trânsito.

São várias as infrações, mas as consideradas mais graves são: dirigir sem a carteira de habilitação, dirigir com velocidade excessiva à determinada, dirigir após o consumo de bebida alcoólica, todas consideradas gravíssimas. Além dessas, as infrações também são classificadas em graves, médias e leves, tendo cada uma a pontuação específica.
- infração de natureza gravíssima: multa de valor correspondente a 180 UFIR e 7 pontos;
- infração de natureza grave: multa de valor correspondente a 120 UFIR e 5 pontos;
- infração de natureza média: multa de valor correspondente a 80 UFIR e 4 pontos;
- infração de natureza leve: multa de valor correspondente a 50 UFIR e 3 pontos.
Segundo a Lei, a educação para o trânsito deve ser adotada nas escolas, desde as séries iniciais, a educação infantil, transcorrendo pelo ensino fundamental, ensino médio e ensino superior, a fim de educar os cidadãos fazendo-se um trabalho de conscientização dos mesmos.
Você sabia....
que o Brasil é responsável por 10% de todas as mortes ocorridas no mundo inteiro por acidentes automobilísticos?
que, em caso de colisão, o cinto de segurança aumenta em 50% a proteção dos passageiros?
que 80% das batidas de automóvel envolvem automóveis entre 40 e 50 km/h?
que  numa colisão de um automóvel a 20 km por hora, se você estiver sem cinto pode ter sua cabeça projetada contra o pára-brisa em velocidade suficiente para causar uma perfuração do globo ocular?
Com o crescimento da população e o grau cada vez maior de urbanização, a tendência é de que o trânsito nas cidades se torne cada vez mais intenso. 
Por isto, existem não só os deveres dos motoristas, como também os dos pedestres. Engana-se quem acha que o pedestre é o dono da rua: pode ser multado por atravessar fora da faixa, ou em vias em que o acesso de pedestres é proibido, por exemplo.
Não importa como seja chamado: o farol, o semáforo, o sinal – todos significam o sinal luminoso que indica de quem é a vez de passar. O significado, você já deve saber: vermelho para parar, verde para seguir e amarelo para atenção, pois indica que dentro de alguns segundos a luz vermelha se acenderá.
Nunca esqueça:
=> Crianças só devem viajar no banco de trás. Quando muito pequenas, uma cadeirinha apropriada é necessária. O tamanho dos cintos também deve ser ajustado, para não haver risco de enforcamento.
=> Não fale ao celular enquanto dirige! Além de perigoso, pode resultar em uma multa e perda de pontos na carteira de motoristas!
=> Observe o limite de velocidade para cada via em que trafega.
=> Respeite a sinalização e a faixa de pedestres.
=> Quando não conhecer o lugar onde está dirigindo, ande devagar e leia as placas com atenção, para evitar acidentes por entrar em alguma contramão, ou pegar um retorno errado, ou se surpreender com um semáforo fechado, por exemplo.
=> Escutar música no carro é muito bom e, segundo pesquisas, até melhora o desempenho no volante. Mas volume alto distrai, dificulta ou impede o reconhecimento de sons externos é um perigo. Não abuse!
=> Antes de viajar, confira a documentação, verifique os pneus, dê uma olhada na água e no óleo e tenha certeza de que a parte elétrica está ok.
=> O extintor de incêndio tem que estar sempre em dia. Além de comprá-lo e guardá-lo no carro, preste atenção em sua data de validade e aproveite para ler as instruções de uso, porque na hora de um acidente você não terá a mesma calma! Um kit de primeiros socorros é sempre útil também.
A melhor maneira de um cidadão se comportar em um trânsito é com consciência. Conhecendo e respeitando as leis, evitam-se acidentes e cada um usufrui seus direitos – a pé, motorizado ou pedalando!
Fontes:
E lembrem-se as mudanças acontece “De dentro pra fora!”




























 

 






Nenhum comentário: