By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Blogando, "lambeijando"....

04/10 – Dia do Cão
No dia 4 de outubro, celebra-se o Dia do Cão, data escolhida por coincidir com a época da morte de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais. É dia do beijo e do lambeijo (hehehehe)! Quem tem cão sabe da importância de liberar a face para aquela lambida maravilhosa!!! É refrescante, macia, calorosa e molhada, mas deliciosa (rsrsrsrs). Não tenho cão: minha sogra tem. E ela, com certeza ama quando seu “filhote” lhe dá mil lambeijos. Esclarecendo, meus amigos(as), gosto muito de animais em geral, dentre estes, os cães, mas... AMO gatos! E as minhas fofurinhas também dão lambeijos... ronronadas e por aí vai!
Existe quem não goste de ganhar lambidas de cães (bah), em questão de higiene. Porém, saibam que, de acordo com pesquisas, a boca de um cão possui de 50 a 70% menos germes e bactérias do que a boca de um ser humano.
Quando pensamos neste amigo leal, vemos aquela imagem do animal companheiro, brincalhão e totalmente peralta. Além de transbordar vida e amor para todos, eles podem fazer diversas coisas sensacionais. Entre elas, ser um ótimo cão-guia.
A forma como os cães-guia surgiram perdeu-se no tempo. Porém, a primeira real tentativa de se treinar um cão para guiar deficientes visuais, data de mais ou menos 1780, em Paris. Nessa mesma época, Josef Riesinger, um cidadão de Viena, treinou tão bem seu cão que as pessoas duvidavam com frequência de sua cegueira.
A história moderna dos cães-guia se iniciou durante a 1ª Guerra Mundial, quando milhares de soldados voltaram cegos da batalha. Um músico alemão teve a idéia de treinar um grande número de cães para auxiliar estes soldados. A partir de então, várias escolas foram criadas e até hoje trabalham em prol de deficientes visuais pelo mundo todo.
Com a experiência, um cão-guia é até capaz de conhecer os destinos habituais de seu dono. Tudo o que o acompanhante tem que dizer é vá para o escritório ou vá para o correio”, que ele seguirá a rota completa.
Portanto, pessoal, vamos parabenizar todos esses cães amigos e companheiros e seus treinadores que proporcionam na vida dos deficientes visuais uma grande melhoria. Eles são exemplos de pura gentileza, amor e lealdade no nosso cotidiano.
Mantenha seu cão limpo e observe aspectos do seu organismo, você pode evitar que ele tenha alguns problemas de saúde. É recomendável lavar, semanalmente, sua casinha, manta ou cobertorzinho e seguir uma rotina de banhos com água morna a cada 15 dias, tomando cuidado com a friagem e correntes de vento nos dias frios.
Os cães precisam ser escovados. Faça disso um momento de proximidade  e carinho com seu cão, estimule toda a família a participar deste “ritual de beleza”, isso remove os pelos que já estão soltos e estimula a irrigação de sangue à pele, deixando-o com uma aparência mais saudável. Cães com uma pelagem muito grande podem ser tosquiados ou aparados para facilitar a higiene e, durante o verão, a refrigeração.
Leve-o ao veterinário periodicamente, mantenha-o bem alimentado, limpo e aquecido, você verá (e sentirá, hihihihihi) o agradecimento deste amigo fiel, a retribuição é espontânea,  schlep, schlep e sejam felizes!!!
Agora, se esse amigo e companheiro falasse, você já pensou no que ele poderia dizer a você?
Veja  agora as 10 coisas que seu cão diria à você...
1. Cuide de mim quando eu ficar velho, você também vai ficar.
2. Antes de me bater, lembre-se sempre que eu tenho dentes que poderiam ferí-lo seriamente, mas que nunca vou usá-los em você.
3. Não fique zangado comigo por muito tempo.
E não me prenda em nenhum lugar como punição.
Você tem seu trabalho, seus amigos,suas diversões.
Eu só tenho você.
4. Antes de me censurar por estar sendo vadio, preguiçoso ou teimoso, pergunte antes se não há alguma coisa me incomodando.
Talvez eu não esteja me alimentando bem.
Posso estar resfriado.
Ou pode ser meu coração, que está ficando velho e cansado.
5. Não se afaste de mim em meus momentos difíceis ou dolorosos.
Nunca diga "prefiro não ver" ou "faz quando eu não estiver presente".
6. Fale comigo de vez em quando.
Mesmo que eu não entenda suas palavras, compreendo muito bem seu tom de voz e sinto o que você está me dizendo.
Isso ficará gravado em mim para sempre.
7. Minha vida deve durar entre 10 e 15 anos.
Qualquer separação será muito dolorosa para mim.
8. Tenha confiança em mim.
É fundamental para o meu bem-estar.
9. Me dê algum tempo para entender o que você quer de mim.
10. Tudo é mais fácil para mim com você ao meu lado.
(Blog Dog Companheiro)
Curiosidades… Você sabia porque…
 1- Por que eles fazem xixi nos pneus dos carros?
Simplesmente para demarcar território. Qualquer objeto que tenha uma memória olfativa alta (como pneus) é um convite para que o cão urine e deixe sua assinatura para que outros da matilha possam saber que ele passou por ali. O objeto em si (o carro) torna-se então um ponto de referência para o animal.


2- Por que eles rodopiam tanto antes de deitar?
Na natureza os cães costumam fazer buracos na terra para se sentirem mais protegidos ao deitar para o descanso. Há também os cães esquimós que fazem um abrigo para descansarem. Esse rodopio serve para ajustar o local onde vão dormir ou repor as energias, como quando nós arrumamos nossa cama.

3- Por que eles colocam a cabeça para fora do carro?
Para eles colocar a cabeça para fora na janela do carro é como "surfar", já que a explosão de odores e informações que ele consegue colher em um pequeno passeio é enorme.

4- Por que eles cheiram o bumbum um do outro?
O bumbum é como se fosse uma identificação entre eles e também informa que nível reprodutivo do outro cachorro. Podemos compará-lo ao nosso cartão de visitas, porque o cheiro para eles é repleto de informações.

5- Eles uivam quando estão tristes?
Não. Normalmente uivam quando estão felizes. É um meio de comunicação entre eles, equivale a cantar às vezes, mas é comum entre matilhas.

Fontes:
04/10 – Dia de São Francisco de Assis
Dia 4 de Outubro é Dia de São Francisco de Assis. Por seu apreço à natureza, é mundialmente conhecido como o santo patrono dos animais.
Franciscus van Assisi nasceu em Assis, uma velha cidade da Itália, situada na região da Úmbria, em 26 de setembro de 1182. Era filho de uma abastada família de comerciantes. Aos 20 anos abandonou luxo e riqueza para servir doentes e pobres. Um dia, quando meditava, ouviu uma voz que lhe dizia: "Vá escorar minha igreja, que está desabando". 

Com a renúncia definitiva dos bens paternos, aos 25 anos Francisco deu início à vida religiosa: Primeiro como eremita, depois como pregador e finalmente, já debilitado pelas duras penitências, Francisco buscou a configuração a Cristo, fisicamente até, com o recebimento dos estigmas (chagas da crucificação).
Quando jovem, Francisco sempre procurou a realização de grandes ideais, destacando-se junto aos amigos com muito entusiasmo.
O dinheiro do pai ajudava em seus projetos, mas ainda assim buscava uma causa, um motivo forte que pudesse defender.

Para empreender o projeto de reconstruir a Igreja, Francisco retirou recursos do pai. Este, já enfurecido pelas atitudes de Francisco e, prevendo o risco de perder o patrimônio nas mãos do filho maluco, abriu um processo perante o Bispo para deserdá-lo. Diante das acusações do pai, na frente do Bispo, e de todos, Francisco tirou as próprias vestes, e nu, as devolveu ao pai dizendo - "Daqui em diante tenho somente um pai, o pai nosso do céu! "
Francisco passou a reconstruir as igrejinhas caídas, com o seu próprio trabalho, assentando pedras, comendo do que lhe davam na mendicância da rua, e adotou como vestes trapos de eremita.
São Francisco passou a falar da vida de Evangelho nos lugares públicos de Assis. Falava e agia com tamanha fé, que o povo que antes o zombara, agora o ouve com respeito e admiração. E assim, o bom Deus, quis que São Francisco tivesse irmãos de conversão. Aos poucos suas palavras foram tocando os corações - o primeiro foi Bernardo um nobre e rico amigo seu; depois Pedro Cattani. Estes, agindo conforme diz o evangelho, doaram tudo o que tinham aos pobres...
Uma grande preciosidade para São Francisco e a Ordem dos Frades Menores veio de uma jovem, de família nobre de Assis, chamada Clara. Ela procurou Francisco pedindo para viver o mesmo modo de vida, segundo o Evangelho. Ela ajustou o modo de vida dos Frades, para mulheres e recebeu, por sua vez, muitas companheiras de conversão.   São Francisco assistiu ao crescimento da Ordem dos Franciscanos, que se espalhou por diversas partes do mundo. Embora a velhice não tenha chegado, seu corpo frágil se debilitou, agravado por um problema nas vistas que o deixou quase cego.
Pouco antes de morrer, de passagem por São Damião,  para despedir-se de Clara e suas irmãs, seu estado se agravou e ele teve que passar a noite ali, numa choupana, sob condições de intenso frio.
Numa choupana junto à Porciúncula, no anoitecer do dia 4 de outubro de 1226, São Francisco pede aos irmãos que o dispam e o coloquem nu no chão, sobre a terra. Recitando o Salmo 142, que os irmãos acompanhavam lentamente, São Francisco morreu cantando.
ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor,
Onde houver ofensa , que eu leve o perdão,
Onde houver discórdia, que eu leve a união,
Onde houver dúvida, que eu leve a fé,
Onde houver erro, que eu leve a verdade,
Onde houver desespero, que eu leve a esperança,
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria,
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado;
compreender que ser compreendido,
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe
é perdoando que se é perdoado
e é morrendo que se nasce para a vida eterna...
Fontes:
04/10 – Dia da Natureza
No dia 4 de outubro comemora-se o dia da natureza. Chamamos de ambiente ou natureza o mundo no qual o homem vive e que existe independente das atividades do mesmo.
É tudo aquilo que não foi criado pelo homem, mas que constitui o universo, como rios, mares, plantas, florestas, animais, minerais e o próprio homem.
Com a evolução, construção das cidades, das facilidades da vida moderna, o homem passou a modificar a ordem natural da vida no planeta, prejudicando o equilíbrio do meio ambiente. O aumento da população do mundo, a invenção das máquinas, dentre outros recursos, surgiram para facilitar a vida do homem, mas tem contribuído significantemente para a destruição da natureza.

Agindo de forma predatória, o homem tem destruído a natureza sem se preocupar com os prejuízos que sofrerá num futuro bem próximo.  Além disso, a caça predatória de espécies animais tem deixado muitas delas em extinção, como Arara-azul, mico-leão-dourado, lobo-guará, tamanduá-bandeira e vários outros, são animais da fauna brasileira que são dificilmente encontrados.

São desmatamentos, queimadas, destruição da camada de ozônio, o efeito estufa, dentre vários outros problemas que tem causado a extinção de importantes espécies vegetais, prejudicando o equilíbrio natural de suas cadeias alimentares.

O dia da natureza é uma oportunidade de se refletir sobre as formas de conservação e sustentabilidade que esta tem necessitado, em razão das destruições causadas pelo homem. É importante que o homem crie consciência ecológica, de que a degradação ambiental só trará malefícios para as gerações futuras.
Outra forma de poluição causada pelos homens é através das indústrias. Estas têm lançado restos de seus lixos nos rios e mares, poluindo-os.

A agricultura também é um grande problema da poluição, pois agrotóxicos poluem o solo, sendo absorvidos pelas camadas da terra, podendo causar danos aos homens, no futuro. Com isso, temos o comprometimento da água, pois os lençóis freáticos são atingidos por esses produtos químicos. No México, por exemplo, a contaminação é tão grande que em determinados lugares não existe mais oxigenação nas águas do rio Mississipi, o que ocasionou o fim da vida no mesmo.
O ar também tem sido prejudicado pela poluição. O caso mais sério que o homem tem enfrentado é a destruição da camada de ozônio (O3), através dos gases de ares condicionados, de produtos sprays, chips de computadores, embalagens de plástico, etc. O gás lançado causa perfurações na camada que protege a Terra dos raios solares, sendo um dos motivos do aumento do índice de câncer de pele.

Para se garantir um futuro de qualidade, é necessária responsabilidade individual de cada sujeito, de comprometimento e respeito com a natureza. Cada um deve pensar nas ações que pode desenvolver para preservar o meio ambiente, no exercício da cidadania.
Temos que pensar em sustentabilidade de forma imperativa, obrigatória. Não dá mais para continuar destruindo o meio ambiente e deixar as próximas gerações pagarem pelas nossas atitudes erradas.

Criar hábitos que favoreçam a natureza só trará benefícios. Não adianta ficarmos parados esperando grandes projetos dos governantes. Pelo contrário do que se pensa, é através de pequenas atitudes que podemos melhorar as condições do planeta, que nunca mais será o mesmo.

Fontes:
04/10 – Dia do Poeta
Poeta é o escritor de poemas e poesias. O poeta é detentor de uma sensibilidade aguçada e tem a necessidade de compartilhar a sua visão emocional e os seus sentimentos com as outras pessoas, transformando essas impressões em versos, que podem ser livres, ou em formatos pré-determinados, como na trova, por exemplo. 
A poesia é a arte da linguagem humana, que expressa sentimento através do ritmo e da palavra cantada. Os versos livres costumam surgir de repente e arrebatam o poeta onde ele estiver. É preciso segurar a idéia, transpô-la imediatamente para o papel antes que o sopro inspirador se dilua e as palavras se percam.

A matéria-prima do poeta é a palavra e, assim como o escultor extrai a forma de um bloco, o escritor tem toda a liberdade para manipular as palavras, mesmo que isso implique romper com as normas tradicionais da gramática. Limitar a poética às tradições de uma língua é não reconhecer, também, a volatilidade das falas.
É a expressão de um sentimento, como por exemplo o amor. Vários poemas falam de amor. O poema, é o sentimento do poeta expressado em belas palavras, palavras que tocam a alma. Poesia é diferente de poema. O poema é a forma como está escrito e a poesia é o que dá a emoção ao texto.
A poesia é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos, ou seja, ela retrata algo em que tudo pode acontecer, dependendo da imaginação do autor, como a do leitor. "Poesia, segundo o modo de falar comum, quer dizer duas coisas. A arte, que a ensina, e a obra feita com a arte; a arte é a poesia, a obra poema, o poeta o artífice." O sentido da mensagem poética também pode ser importante, ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético. 
A homenagem do Blog a todos os poetas, antigos ou contemporâneos, porque poesia não tem idade, são sentimentos expressados através de palavras, formando trilhas e luzes de emoções, que o leitor, ávido, segue, inebriando coração, cérebro e sentimentos num uníssono de sonhos, viajando pelas palavras....
Fontes:
04/10 – Dia do Barman
Uma espécie de psicólogo para todas as horas.  O barman, nome pomposo para os atendentes de bar, escuta (mesmo sem querer) confissões de todos os tipos durante seu expediente. Namorados desiludidos, esposas traídas, devedores desesperados, pessoas inconsoláveis e alteradas pelo efeito do álcool.
 Talvez por ficar perto do "remédio" mais procurado nessas horas de aflição - leia-se bebidas alcoólicas - o barman acabe sabendo da vida de muita gente, o que torna a vida desse profissional um tanto quanto fascinante. 
A figura do barman é vista com frequência em filmes estrangeiros, apesar de,  no Brasil,  a tradição dos botecos com garçons imperar. Em território tupiniquim, encontramos o barman da indústria fonográfica,  nos ditos bares temáticos. Nestes lugares, longe de ser um mero coadjuvante, o barman interage com os clientes fazendo malabarismos e coreografias.
04 de outubro, Dia do Barman, parabéns a todos!!!
Fontes:
04/10 – Dia da Anistia
No processo de organização do Estado, a formulação das leis foi determinando paulatinamente o poder que o governo tem para punir os seus cidadãos. Dessa forma, sempre quando alguém comete algum crime, é o Estado, sob a figura do Poder Judiciário, que julga e decide qual o tipo de pena que deve ser cumprida. Contudo, existem algumas situações em que o próprio governo pode contrariar essa prática estabelecida.
Em certas ocasiões, o Poder Judiciário anula as determinações de uma pena através da aplicação da anistia. Toda vez que se emprega a anistia, uma pessoa punida por um crime recebe o perdão e se livra do cumprimento da pena. Geralmente, o uso da anistia acontece em situações bastante específicas em que a aplicabilidade da pena é colocada em dúvida mediante justificativas que sejam mais importantes que o simples cumprimento daquilo que a lei determina.
A Lei de Anistia de 1979 (Lei n° 6.683) não teve exatamente um caráter de pacificação nacional. Os governos militares resistiram à forte campanha popular pela anistia ampla, geral e irrestrita.

Logo, ao final de 1978, com poderes do AI-5, para editar a lei que quisessem, o Governo Geisel, na sua política de distensão lenta e gradual deliberou alterar a lei de segurança nacional, reduzindo as penas de forma extremamente relevante, em lei publicada em dezembro de 1978. Logo depois foi revogado o AI-5. Assim, foram liberados muitos presos políticos, sem que fosse necessária uma lei de anistia. 

Dados demonstram que, com a Lei de Anistia foram liberados de imediato apenas 17 presos. Outros 35 ainda permaneceram para análise de seus processos, exatamente porque a lei era restrita. Do ponto de vista das teorias jurídicas, podemos reconhecer diferentes espécies de anistia. Na anistia própria, observamos que o indivíduo é perdoado antes que a pena seja aplicada. Já na modalidade imprópria, o processo de anistia acontece quando a punição já foi definida e está sendo aplicada. Além desses dois tipos fundamentais, podemos observar casos em que o poder de ação da anistia também varia.
Na anistia plena, o perdão abrange todas as pessoas que se encaixam no mesmo tipo de delito. Na anistia parcial, o perdão do crime está particularmente vinculado a um determinado caso ou indivíduo. Paralelamente, também podemos grifar a anistia condicionada, onde o perdão está atrelado ao atendimento de uma série de pressupostos. Quando não é esse o caso, observa-se a aplicação da chamada anistia incondicional.
No campo prático, observamos que a anistia é bastante empregada quando o Estado manifesta o interesse em manter a ordem por meio de tal ato. Nos primórdios do Segundo Reinado, o imperador Dom Pedro II concedeu anistia aos participantes da Revolução Farroupilha. Na época, tendo em vista o frescor das inquietações políticas do período regencial, o governo imperial preferiu perdoar os envolvidos.
Em nossa história recente, o recurso da anistia foi utilizado nos últimos anos do regime militar. Durante o governo Figueiredo, vários militantes de esquerda acusados de crimes políticos e militares processados pelo Tribunal Militar tiveram os seus delitos prontamente anulados. Com isso, os opositores e promotores do regime militar foram igualmente beneficiados pelo projeto que entrou em vigor no ano de 1979.

Vez em quando, autoridades judiciárias e políticas discutem os efeitos que a Anistia Geral de 1979 determinou. Para alguns grupos, ela acabou acobertando o crime de vários militares suspeitos de torturarem e matarem ao longo do regime. Dessa forma, a violência do regime ditatorial ficaria impune. Para outros, ela atingiu metas significativas ao intermediar a transição democrática evitando a rivalidade entre os grupos políticos da época.
Nos últimos anos, o Brasil tem tido um forte crescimento econômico e muitos brasileiros saíram da miséria. Mas ainda há milhões de pessoas sem proteção de seus direitos e que precisam lutar para sobreviver. Em seu discurso de posse, a presidenta Dilma Rousseff manifestou seu compromisso com os direitos humanos, e enfatizou que atender às necessidades dos mais pobres é crucial para assegurar o desenvolvimento do país. Chegou a hora de garantir que esse compromisso se traduza em melhoras concretas no dia-a-dia dos brasileiros. Por sua liderança na política regional e sua crescente importância no cenário internacional, o Brasil tem o potencial para influenciar a agenda de direitos humanos no âmbito regional e internacional.
Fontes:
E lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”




































 










2 comentários:

Geny Iwankio disse...

Belos posts!!!

Animais merecem todo nosso respeito sempre!!!

Estou te seguindo querida, se puder dê uma passadinha no meu blog e siga tbm!!
:D
www.metalmake-up.blogspot.com

ELAINE disse...

Ôi Geny!! Muito obrigada pelo carinho! Tô te seguindo também!! É tão gratificante saber que alguém gosta do que você posta... afinal faço isso com muito carinho... e... sou debutante ainda na Blogosfera!! Meu Blog nasceu dia 07/08/2011! Grande bjo no coração!
Elaine