By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

sábado, 22 de outubro de 2011

Paraquedas te dá aaaasas....

22/10 – Dia do Paraquedista
O Dia do Paraquedista é comemorado em 22 de outubro porque nessa data, em 1797, foi realizado o primeiro salto bem-sucedido de paraquedas. O autor da façanha foi o francês André Jacques Garnerin (1769-1823). Que construiu um paraquedas com base no modelo de Da Vinci e saltou de um balão. Ele pulou de uma altura de 600 metros no Parque Monceau, em Paris.
O pioneirismo deste homem é relembrado em todo mundo até os dias de hoje.
Feliz Dia do Paraquedista para todos!!!
 
22/10 – Dia Internacional de Atenção à Gagueira (International Stuttering Awareness Day)
No dia 22 de outubro de 1998 foi criado o Dia Internacional de Atenção à Gagueira. Esta data foi escolhida pela International Fluency Association (IFA – Associação Internacional de Fluência) e pela International Stuttering Association (ISA – Associação Internacional de Gagueira). O principal objetivo da campanha é aumentar a compreensão sobre esse sério distúrbio de fala, diminuir as piadas e acabar com o preconceito que humilha as pessoas que gaguejam e seus familiares.
Existem diversas teorias que procuram explicar as causas da gagueira. Atualmente, o mais aceito na comunidade científica mundial é que a gagueira seja causada pelo mal funcionamento de algumas áreas do cérebro responsáveis pela fala, resultante de uma tendência hereditária ou de uma alteração estrutural do cérebro; os fatores psicológicos e os sociais podem agravar a manifestação da gagueira, mas não seriam sua causa. Os sintomas típicos da gagueira seriam a parte mais visível desta complexa interação entre fatores. Entretanto, também existem outros sintomas bem menos visíveis para a sociedade, mas igualmente importantes para a pessoa que gagueja: o sofrimento e a frustração por não conseguir falar fluentemente, o medo e a vergonha de gaguejar em determinadas situações. E, além disso, a pessoa que gagueja também precisa lidar com o preconceito e o estigma social.

Apesar de haver várias teorias diferentes sobre as causas da gagueira, todas concordam em um ponto: a gagueira é involuntária. Isto quer dizer que a pessoa que gagueja não consegue evitar a ocorrência da gagueira e, por mais que se esforce, não consegue ter controle absoluto sobre sua fala. Por isso, para superar a gagueira, não basta ter força de vontade, ficar calmo, respirar ou pensar antes de falar. É necessário um tratamento personalizado com fonoaudiólogos especializados em gagueira.

Aristóteles, Lewis Carrol, Rei Carlos I, Charles Darwin, Demóstenes, Rei Luís II, Moisés, Isaac Newton, Theodore Roosevelt, Nelson Gonçalves e Marilyn Monroe, todos tinham algo em comum, além do poder, fama, inteligência, sucesso, todos foram gagos famosos. Estima-se que somente no Brasil existam cerca de 1 milhão e 800 mil gagos e no mundo cerca de 60 milhões de pessoas com a disfunção.

Em 2005, pela primeira vez, houve uma campanha abrangendo todo o território brasileiro e o tema foi "Tratamentos para a Gagueira".
Seguiram-se, de lá pra cá várias campanhas anuais. Em 2006 o tema escolhido foi “Causas da Gagueira”; 2007 “Gagueira Infantil”; 2008 “Intervenção Precoce”; 2009 “Gagueira na Escola”; 2010 “Seu filho Gagueja?”. O tema escolhido para 2011 é “Gagueira: Histórias que Mobilizam! Compartilhando Estórias, Mudando Percepções!”
A pessoa que gagueja encontra em seu percurso de vida uma série de dificuldades. Uma delas está diretamente relacionada ao desconhecimento da população sobre a gagueira e sobre os fatores que desencadeiam este distúrbio da comunicação.
O objetivo de se criar esse dia especial à Gagueira é mostrar que essa dificuldade para quem vive o problema não tem graça alguma e que pode ser tratada.
A gagueira não impede ninguém de estabelecer vínculos com outras pessoas e de namorar, porque a gagueira não incapacita o indivíduo para expressar suas emoções e afetos. O indivíduo que gagueja deve enfrentar a sua dificuldade de fala, enfrentar a realidade, buscar apoio e tratamento profissional, e não se furtar à vida em função de seu distúrbio de fala.
Fontes:

Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”








2 comentários:

Renata Guidinha disse...

Olá Elaine!
Demorei a retornar, mas cheguei. Já li tanta coisa boa... O único problema é que está demorando demais pra carregar o blog, então fica difícil comentar em várias postagens, ok?
Que Deus continue iluminando a sua vida, a Luz divina age dentro, para que possamos colocá-la pra fora!
Bjks
Renata

ELAINE disse...

Ôi Renata! Fiquei muito feliz com tua visita!!! Nem pode imaginar quanto!!! Realmente demora um pouquinho pra carregar, afinal carrega um monte de coisas, hehehe.....Meu marido até comentou sobre eu diminuir um pouco as gadjets....Quer saber? Eu adoro tudo isto e o jeito que deixei meu blog!!!Parece uma eterna festa, tudo colorido, iluminado!!!Ah!!! Fiz toda essa bagunça sozinha... Quebrei a cabeça, que ainda doi um pouquinho até hoje...rsrsrsrs Colei um selinho do teu blog aqui.... Deus te abençoe!!! Melhoras pra tua gripe, ops!! Tua não né....Senão parece até uma coisa da gente! Credo!Xô gripe horrorosa!!Melhoras! Grande bjo no coração! Volte sempre!
Elaine