By Elaine Averbuch Neves

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania. Depende de quando e como você me vê passar.

– Clarice Lispector -

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Idéias que podem transformar o mundo....

17 a 23/10 – Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2011 (SNCT) volta a destacar uma temática de relevância estratégica. O maior evento de divulgação científica do país abordará, neste ano, entre 17 a 23 de outubro, o tema “Mudanças Climáticas, desastres naturais e prevenção de risco”.
O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável pela coordenação nacional da SNCT, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, escolheu o tema após receber várias sugestões e consultar instituições e entidades parceiras.
A intenção é estimular a difusão dos conhecimentos e o debate sobre as estratégias e maneiras de se enfrentar o grande desafio planetário das mudanças climáticas e de prevenir riscos decorrentes de desastres naturais e de situações criadas pela ação humana.

A idéia é que sejam discutidos, em todo o país, nas instituições de ensino e pesquisa e em eventos públicos, os diversos aspectos e as evidências científicas sobre o impacto das atividades humanas no clima do planeta e as medidas preventivas mais adequadas a serem adotadas em escala local e global.
Em nosso país não há ainda uma tradição consolidada de prevenção de riscos. Os acontecimentos trágicos de enchentes e deslizamentos, em regiões como Santa Catarina e na Região Serrana do Rio de Janeiro, de seca na Amazônia e no Rio Grande do Sul e de enchentes em várias regiões do país atestam a importância de se estimular o debate e o treinamento, nas escolas e em toda a sociedade, de como prevenir riscos e diminuir os impactos dos desastres naturais. A ciência e a tecnologia são elementos essenciais para a previsão, prevenção e minimização desses impactos.
Por outro lado, a Assembléia Geral das Nações Unidas declarou 2011 como o Ano Internacional da Química (AIQ) e está estimulando todos os países a realizarem atividades com o objetivo de aumentar a consciência coletiva sobre a importância da química e suas contribuições para o bem estar da humanidade. Na SNCT 2011 serão promovidas atividades voltadas para o lema do AIQ no Brasil: “Química para um mundo melhor”.
No dia de hoje,  temos mais algumas datas comemorativas, que são:
17/10 – Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira
Dia 17 de outubro é o Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira. A data comemora o primeiro vôo inaugural do bi plano Muniz M-7, em 1935, o primeiro a ser construído no Brasil. Projetado por António Guedes Muniz, em 1934, o modelo era um monomotor com dois assentos e capaz de fazer acrobacias. Ele foi desenvolvido em Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro, e 27 unidades foram construídas.
A história das indústrias brasileiras é bastante recente quando comparada à de outros países, principalmente os que viveram a Revolução Industrial no século XIX. Por isto, a maior parte das realizações industriais do nosso país se refere à instalação, manutenção, consolidação e integração do parque industrial.
Só recentemente, na década de 90, que o Brasil começou a adotar uma política de competitividade. A produção de petróleo, por exemplo, praticamente triplicou em 1994, impulsionada pela crise de petróleo da década de 70. Também na década de 90 a indústria automotiva foi modernizada e cresceu significativamente. Entre 1990 e 1997, o Brasil passou a ocupar oitavo lugar na classificação mundial de produção de automóveis – antes era o décimo colocado.
A indústria aeronáutica demorou a “decolar” no Brasil. Somente há cerca de 20 anos é que a produção de aeronaves brasileiras ganhou força, mas valeu à pena: hoje, a Embraer é a quarta maior empresa produtora de jatos regionais do mundo; a indústria aeronáutica brasileira é a sexta maior do mundo. O “Tucano”, avião militar, é usado em mais de 14 Forças Aéreas no mundo, por exemplo.
Até mesmo no espaço há a marca da indústria brasileira. Em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e com o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE), foram desenvolvidos programas de construção de satélites, inclusive com a colaboração da NASA. O CBERS, por exemplo, foi o primeiro satélite de sensoriamento remoto brasileiro, produzido junto com a China e lançado em outubro de 1999.

17/10 – Dia do Eletricista
O eletricista é o profissional que trabalha com instalações elétricas, garantindo conforto e segurança nas ruas, nas casas e no ambiente de trabalho das pessoas. 

Ele desenvolve estudos de esquemas elétricos e faz a manutenção e a modificação das instalações, conforme seja necessário. Essas instalações podem ser tanto de construções como de equipamentos, máquinas e veículos.
O Instituto Brasileiro do Cobre, ou Procobre, organizou, em 1998, um banco de dados de eletricistas. Para que o eletricista possa se cadastrar no banco de dados, ele faz uma avaliação com prova teórica e prática. Se for aprovado, seu nome é disponibilizado no site da Procobre.
As avaliações são baseadas na normalização de instalações elétricas brasileiras ( NBR 5410 ) e atende a eletricistas que atuam em instalações prediais e residenciais. O nível escolar exigido do eletricista é o fundamental.
As primeiras normas para instalações elétricas no Brasil surgiram por volta de 1940 e sua primeira revisão foi em 1960. A segunda revisão foi feita em 1980, depois outra em 1990 e a última, em 1997.
 
Fontes:
A homenagem do Blog a todos os profissionais cuja data se comemora hoje! Parabéns!!!
Lembrem-se, as mudanças acontecem “De dentro pra fora!”
















2 comentários:

LILIANE disse...

oiiii
que bacana esta sua informação
hoje sustentabilidade é uma necessidade, né
eu não sabia que 17 de outubro é dia do eletricista.
Vou dar parabéns pro meu marido.
rs
bjs

ELAINE disse...

ÔI Lil! Obrigada pela visita! Volte sempre!!! Transmita meus parabéns a ele também!
Grande bjo!
Elaine